R. Mozart Calheiro, 645, Dourados - MS (67) 99949-9078
Circuito CAIXA tem inscrições abertas para corrida de Campo Grande, percursos de 5 e 10 Km. A  prova chega a Campo Grande em 03 de junho de 2012 e as inscrições podem ser realizadas pela internet www.circuitocaixa.com.br ou nas lojas Loja CENTAURO – Shopping Norte Sul Plaza – Av. Presidente Geisel, 2300 Valores: – R$ 40,00 (Quarenta reais) até o dia 20/05/2012 – R$ 50,00 (Cinquenta reais) de 21/05 a 27/05/2012 ou quando for atingido o número máximo de inscritos.
 
Desconto de 50% para corredores acima de 60 anos
0

Calendário, Notícias
 A corrida da ponte foi disputada pela primeira vez em 1981 e voltou a fazer parte do calendário esportivo carioca, após ter sido suspensa desde o início da década de 90. Ligando Niterói ao Rio de Janeiro, a corrida tem uma das mais belas visões da cidade e  já tem data marcada para o dia 20 de Maio de 2012. Acompanhe pelo site http://www.corridadaponte.com.br/ e faça sua inscrição. É um evento maravilhoso, não perca!
0

Calendário, Notícias
Diversas provas acontecerão no mês de janeiro de 2012 e  os corredores tem mais uma opção durante as férias, principalmente aqueles que irão se deslocar para o litoral do Rio de Janeiro e São Paulo. A Equipe Maira Brum Assessoria Esportiva deseja a todos um Feliz 2012, desejando saúde e sucesso no ano que se inicia. Veja o calendário de provas   
Data Evento site
31/12/2011 87ª Corrida Internacional de São SilvestreSão Paulo-SP 15Km  
08/01/2012 XVIII Corrida de ReisCuiabá-MT 10Km http://rmtonline.globo.com/hotsites/mt/corridadereis/2012/
20/01/2012 Corrida de São Sebastião Rio de JaneiroRio de Janeiro-RJ 5km e 10 km http://www.corridadesaosebastiao.com.br/
22/01/2012 Rio Maratona Pro AdidasRio de Janeiro-RJ 14km, 28Km e 42 km  
28/01/2012 42ª Corrida de ReisBrasília-DF 6km e 10 km  
28/01/2012 Jovem Pan Night RunPraia Grande-SP 5Km e 10 Km http://www.minhasinscricoes.com.br/2012NIGHTRUNETAPA1/2012/
29/01/2012 Copa Paulista MairiporãMairiporã-SP 8km e 12 km http://corridasdemontanha.com.br/site/?page_id=122
0

Fotos, Notícias

     A Profª Maira Brum, concluiu neste mês no Instituto Phorte de Educação em São Paulo, o Curso de Certificação em Corrida – Metodologia VO2 PRO.

     A Certificação VO2 PRO tem por base a aplicação sistematizada de princípios do treinamento a partir de uma ampla bagagem técnica e fundamentação científica atualizada em uma metodologia criada pelo professor Alexandre Machado e que conta com a colaboração de profissionais de destaque no treinamento de corrida voltado para a saúde e o redimento.

      A metodologia VO2 PRO tem por objetivo oferecer recursos aos profissionais de trabalham ou que pretendem trabalhar com a corrida, um referencial teórico e prático para a prescrição desta modalidade,  que servirá de diferencial com alto valor agregado para o mercado de trabalho.

       Vários atletas já estão utilizando esta metodologia para melhorar seu rendimento e ao professora Maira é a única no Estado de Mato Grosso do Sul que possui a certificação.

     Não fique fora desta, conheça Maira Brum  Assessoria Esportiva, participe do nosso grupo de corrida e venha para o time dos campeões ! 

     Conheça mais sobre a metodologia e veja as assessorias no Brasil credenciadas no site:

 http://www.vo2pro.com.br/credenciamento.htm

 

0

Notícias
  Os corredores de Dourados têm cada vez mais buscado participação em corridas de nível nacional, agora é a vez Arialdo Feliciano dos Santos e Antônio Moura, defenderem o nome da cidade na 1ª Maratona de Londrina – PR, que acontecerá no dia 28 de agosto de 2011. As provas terão início as 6:30 da manhã do dia 28, em frente ao Catuaí Shopping e os atletas poderão se inscrever em três modalidades: Maratona (aproximadamente 42 km), Meia Maratona (21 km) e Prova dos 5 km. Há muitos anos o atleta Arialdo vem se destacando em provas na cidade de Dourados, Ponta Porã, Campo Grande e Maracajú, entre outras.  Treina diariamente com o objetivo subir ao pódio nesta disputa e diz estar em sua melhor forma física. O Sr. Moura, como é conhecido, possui 60 anos, tem alcançado excelente resultado em sua faixa etária, sendo merecedor do 1º lugar em diversas corridas. Afirma que seus principais motivadores são: a saúde e prazer de competidor, um verdadeiro exemplo para nossos corredores. Aos atletas o nosso respeito. Nossa Assessoria deseja-lhes sucesso nesta prova.   Maiores informações: www.maratonadelondrina.com
2

O treinamento funcional tem sido muito difundido nos últimos anos na área do condicionamento físico.Muitos profissionais de Educação Fisica têm aderido a essa metodologia, associando instabilidade na execução de exercícios físicos para conduzir os treinamentos.Pode-se dizer que o Treinamento funcional refere-se a um conjunto de exercícios praticados como preparo físico ou com o fim de apurar habilidades, os exercícios do treinamento funcional apresentam propósitos específicos. Refenrem-se a movimentos que mobilizam mais de um segmento ao mesmo tempo, pode ser realizado em diferentes planos e que envolvem diferentes ações musculares(excêntrica, concêntrica e isométrica). Core,este treinamento assim como o treinamento funcional, tem sido utilizado em programas de exercícios voltados a qualidade de vida,à saude e a melhora das dores nas costas. O core, é é constituida pelos musculos abdominais na frente, pelos paravertebrais e glúteos na parte posterios, entre outros, na região do core, localiza-se, o centro da gravidade,e é nessa região onde todos os movimentos tem início. Mas por que treinar o core? O core opera como uma unidade funcional integrada, por meio do qual toda a cadeia cinética trabalha sinergicamente para produzir força e reduzir ae estabilizar dinamicamente contra uma força anormal.Em um estado eficiente cada componente estrutural, distribui peso, absorve forças e transfere forças de reação do solo.  fonte: Treinamento funcional, uma abordagem prática, de Alexandre Evangelista e Artur Monteiro.  
0

Todo turista que vai ao Peru passa, quase que obrigatoriamente por Cusco. Localizada no sudeste do país, no Vale Sagrado dos Incas, a cidade faz parte da rota dos viajantes por ser um dos principais acessos a Machu Picchu, mas e não só por isso: Cusco, no alto de seus seus 3.400m de altitude, tem muito charme.

Vista da Plaza de Armas de Cusco (crédito foto: Correr pelo Mundo)

A igreja La Compañia de Jesús e os lindos jardins da Plaza de Armas (crédito foto: Correr pelo Mundo)

Casinhas de Cusco (crédito foto: Correr pelo Mundo)

Ficamos em Cusco durante dois dias inteiros, com passeios bem despretensiosos, que eram basicamente caminhadas pela cidade, com suas ruas de paralelepípedos. Feirinhas, pequenas praças escondidas, lojinhas de artesanato são facilmente encontradas, principalmente nos arredores da Plaza de Armas, principal ponto de encontro e centrinho de Cusco.

Mas para conhecer o lado não-turístico da cidade, visite o mercado da cidade. Uma ótima oportunidade de começar uma conversa com os locais (que adoram brasileiros).

DICAS PARA SUA VISITA A CUSCO

– A questão da altitude não é fácil. Cada um tem uma reação: a nossa, por exemplo, foi o cansaço frequente, falta de apetite e um pouco de dificuldade para dormir. É comum os hoteis oferecerem chá de coca para seus hospedes – quase sem gosto, vale a pena para encarar o soroche, o mal da altitude. Hoteis também costumam ter oxigênio e as farmácias vendem medicamentos específicos para o soroche.

– Para não sofrer tanto com a altitude, evite grandes caminhadas e atividadades ao chegar — descanse e tome seu tempo para adaptar-se. Evite, também, bebidas alcoólicas.

– Pelas ruas você encontrará muitos locais, especialmente mulheres e crianças, com as tradicionais roupas coloridas, se oferecendo para tirar fotos com você. Negocie o preço antes e sorria para a foto!

A VIAGEM A MACHU PICCHU

Saímos do Brasil com o pacote fechadinho para Machu Picchu. Uma empresa de passeios em Machu Picchu nos buscaria no hotel um pouco antes das 5h e nos acompanharia por todo o dia. Do hotel, seguimos para a estação de Poroy, para pegar o trem Vistadome, o intermediário entre os trens que levam a Águas Calientes. O trem leva quase 3 horas para chegar a Águas Calientes; de lá, pega-se um ônibus que nos leva até a entrada de Machu Picchu.

Para quem gosta de facilidades e entender um pouco da história local, recomendamos fazer um pacote fechadinho saindo do Brasil com sua agência de confiança. As vantagens é que você não precisa se preocupar em comprar passagens de trem, nem de ônibus, e de quebra ainda conhece bastante da história de Machu Picchu com os guias que acompanham o grupo.

A viagem com o Vistadome é muito bacana: o trem tem amplas janelas laterais e janelas no teto, o que dá uma visão linda de todo o percurso, que é longo, mas lindíssimo. Além disso, quem viaja de Vistadome tem direito a lanchinho e cobertor em dias mais frios. Fomos no final do mês de março e o cobertor foi bem útil.

O percurso visto do Vistadome (crédito foto: Correr pelo Mundo)

Mais uma do Vistadome (crédito foto: Correr pelo Mundo)

A sensação de chegar em Machu Picchu é indescritível.

A duração de nossa visita guiada durou cerca de 3h, e é uma verdadeira aula de como os Incas viviam, desde rituais e cerimônias passando pelo sistema de agricultura e organização da sociedade. A visita iniciou por volta das 10h, terminando próximo das 13h. Ao sair de Machu Picchu, toma-se novamente o ônibus a Águas Calientes — o grupo faz uma pausa para almoço e então segue, novamente, de Vistadome, da estação de Águas Calientes para a Estação de Poroy.

DICAS PARA SUA IDA A MACHU PICCHU

– Ao comprar sua entrada para Machu Picchu e para o trem, compre com antecedência, independente se você comprará a visita por conta ou se viajará com agência, para garantir disponibilidade na data que você desejar.

– Além do Vistadome (de preço intermediário), há ainda outras duas opções de trens para Machu Picchu: o Expedition (trem mais simples) e o Hiram Bingham (super sofisticado, da rede Expresso do Oriente). Para detalhes e informações de preços, visite o site da PeruRail.

Interior do Expedition (crédito foto: PeruRail)

Interior do Vistadome, que tem uma apresentação bem bacana na viagem de volta (crédito foto: PeruRail)

Interior do Hiram Bingham: muita sofisticação (crédito foto: PeruRail)

– Não é permitido consumir alimentos dentro de Machu Picchu.

– Para os aventureiros, é possível fazer a Inca Trail, percurso de cerca de 43km. Mais informações sobre a trilha neste guia independente em inglês.

– Não esqueça do protetor solar! Mesmo em dias nublados, devido a grande altitude, o sol pode causar queimaduras fortes. Portanto, não esqueça de proteger-se!

Fonte: Correr pelo Mundo

0

PREVIOUS POSTSPage 1 of 2NO NEW POSTS